Páginas

terça-feira, 8 de janeiro de 2013


E não é a mesma coisa. E dificilmente será. Pode ser que um dia seja muito melhor.
Mas é que antes, mesmo estando longe, nós davamos um jeito de nos falar. Porque adorávamos conversar até tarde, pelo simples prazer de "estarmos juntos".
Falávamos sobre tudo e sobre nada.
E era tão gostoso, porque foi assim que nos apaixonamos.
Hoje em dia, tanto faz como tanto fez.
E é disso que sinto falta. De nossas conversas bobas e sérias.
Da nossa cúmplicidade.
Eu sinto falta de você. De compartilhar sonhos, objetivos.
De darmos apoio um ao outro. De querer saber sobre seu dia e você do meu dia.
Hoje em dia, parece que é automático, frio, sem graça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário