Páginas

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Vida na Internet


Algumas pessoas dizem que é fácil se livrar do mundo virtual, que basta desligar o pc. Fato que as pessoas que dizem isso nunca viveram algo bom e intenso na internet.

Não se trata apenas de chat, trata-se de orkut, blog, twitter e as diversas redes de relacionamento atuais.
O mundo virtual é algo realmente muuuuuito sinistro. Conhecemos todos os tipos de pessoas, todos mesmo. Óbvio que a grande maioria é mentirosa, faz com que você se apaixone perdidamente (e não estou falando de paixão virtual) e depois, de uma hora para a outra, termina tudo, pouco se importando se você está sofrendo ou não. Algumas pessoas não conseguem enxergar que isso afeta uma vida real.

São anos nessa vida virtual, tempo o suficiente para que eu tenho conhecido todos os tipos de pessoas e tenha vivido todos os tipos de emoções: já sorri, chorei, me decepcionei, me apaixonei, me entreguei... Enfim, vivi o suficiente para falar com convicção que isso tudo é bem divertido.
Na internet passei por situações inimagináveis, coisa que só vendo para crer.

Vi pessoas sendo frias e calculistas ao extremo, mas também vi pessoas verdadeiras, que apenas buscam fugir do pesadelo de uma vida real, pessoas que querem um pouco de carinho e algum tipo de apoio, um simples "vai em frente, você é capaz".

De 2009 para cá, conheci pessoas que eu não abro mão por nada.
Pessoas que, com o passar dos dias, me conquistaram, me deixaram completamente ligado a elas.
Pessoas que, por meio de ações e palavras, se tornaram imensamente importantes, mesmo sem nunca termos nos tocado ou, sequer, nos visto pessoalmente.

Fato que já ouvi pessoas falando que me amam, que fariam tudo por mim e que, pouquíssimo tempo depois, passaram a me odiar com todas as forças do mundo, isso porque fui sincero e preferi dizer que não dava certa ao invés de ir alimentando esperanças. Como diz a Loira 22: "O amor tornou-se inacreditável ou, no mínimo, duvidoso"*.

Nós, eu e essas pessoas que conheci do ano passado para cá, nos conhecemos tão bem que parece que já nos conhecemos há décadas, basta um "oi", ou até mesmo em silêncio, para que saibamos como o outro está se sentindo. Essas pessoas me fizeram valer todo esse tempo de internet, pessoas que eu amo demais,

Alguns, com certeza, irão me cobrar a amizade, dizer que não retribuo o carinho e consideração recebido e mais um monte de coisas. Não que eu tenha apenas esses amigos, porém esses são amigos de verdade, nunca precisamos cobrar amizade ou confiança uns dos outros, isso foi conquistado no dia-a-dia. Esses amigos dividem, ou melhor, compartilham os dias comigo, são amigos de todos os momentos: alegrias, tristezas, esperanças... DIVIDEM A VIDA COMIGO, assim como eu divido a minha com eles. São pessoas que, ao invés de me julgar, tentam me entender e ajudar, seja lá para o que for.

Volto a dizer: a internet é algo muuuuito sinistro. Já chorei muito aqui, mas no fim: TUDO VALEU MUITO A PENA.

DonCarioca

3 comentários:

  1. Internet é uma coisa maluca. Nisso entra vicio tb. Tudo é possivel conectado na net.

    Gostei do Blog, gostaria de fazer parceria de link. Se vc gostar do meu, a gente combina!

    ResponderExcluir
  2. ai ai .. saudades d td isso ...
    tá lindo o blog .. parabéns!
    bjos

    ResponderExcluir