Páginas

sexta-feira, 26 de março de 2010

...


Pode ser que um dia deixemos de nos falar...
Mas, enquanto houver amizade,
Faremos as pazes de novo.

Pode ser que um dia o tempo passe...
Mas, se a amizade permanecer,
Um do outro há de se lembrar.

Pode ser que um dia nos afastemos...
Mas, se formos amigos de verdade,
A amizade nos reaproximará.

Pode ser que um dia não mais existamos...
Mas, se ainda sobrar amizade,
Nasceremos de novo, um para o outro.

Pode ser que um dia tudo acabe...
Mas, com a amizade construiremos tudo novamente,
Cada vez de forma diferente.
Sendo único e inesquecível cada momento
Que juntos viveremos e nos lembraremos pra sempre.

Há duas formas para se viver a vida:
Uma é acreditar que não existe milagre.
A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.

Um comentário:

  1. A perda de um Amigo representa os momentos mais difíceis e dolorosos para uma pessoa. Caso a perda ocorra pela Morte, para o Amigo que fica é como se um pedaço do seu Ser também tivesse partido e a nostalgia é inevitável.

    Caso a perda ocorra pela ruptura entre os dois, a dor se divide entre ambos, porém para cada qual de forma diferenciada. O que foi o responsável pela ruptura amarga os piores sentimentos de culpa e o que foi passivamente deixado para trás fica corroído nos sentimentos da traição. Ser traído por alguém que se considerava como um Amigo é algo que não poderia existir nesse mundo...

    E porque será que isso ocorre? Se pudermos nos referenciar nesse mesmo texto, uma hipótese levantada é que a culpa pode ser nossa por termos idealizado a relação, ou o outro não estava considerando-nos como um Amigo e sim como um Colega. Ainda um caso de idealização. Tomávamos um Colega como um Amigo Sincero. O problema ainda está dentro de cada um de nos pq não somos perfeitos!!!

    ResponderExcluir